sexta-feira, julho 15, 2005

Não vás por aí

Olha! Não vás por aí
Quando foi o último dia em que olhaste para o meu relógio de vento?
Acaso te lembraste que dia era hoje?
Estás só e não o sabes
E inventas sandes e copos e coisas que não sabes dizer
Procuras esperança para além do verde
Que te corrói a sandália e abomina o café
 
Bem sei que cheiro a atum por debaixo do braço
Mas isso é problema meu, não é?
 
 
...E afinal de contas, não sou eu que tem um nódoa de cenoura na testa.

2 comentários:

nokas disse...

pára de fumar cenas esquisitas no horario de expediente!
:D

Xena disse...

hmmm... os vossos posts não estarão a ficar demasiado pessoais ??!