sexta-feira, fevereiro 10, 2006

Do que falam as mulheres ?



As grandes questões da humanidade:

Como começou a vida ?
Existe vida extraterrestre ?
O que é que aconteceu aos Fás que se punham no congelador e depois se chupavam ?
Do que falam as mulheres quando se juntam ?


Pegando nesta última, até porque está directamente relacionada com as questões anteriores, não vou desvendar qual quer mistério. Geralmente as conversas começam assim: olha querida, tenho aqui uma receita de tarte de maçã fantástica!

Mentira! As mulheres falam de TUDO*: Adoram falar, adoram adorar falar, falam de brincos, dos empregos, de política, de livros, de filmes, falam de gajos (aqui entra a parte da vida extra-terrestre), de períodos (é aqui que começa a vida), de erva, de computadores, do quão fortes e poderosas são, de carros, dos anti-depressivos que tomam, do último maiô da Madonna, do que fariam com o jackpot do Euromilhões, de culinária, das novas cervejas, riem, arrotam, falam de saldos, da noite, dos sonhos da noite anterior, do preço do tabaco, dos plugins do AutoCad e do Photoshop, têm conversas porcas, contabilizam os gajos e orgasmos, descrevem-os e comparam-os, falam de beijos e de gajos que gostam que lhes metam o dedo em sítios estranhos, falam dos gajos que não as largam, dos gajos que as largam, falam de Fás, de música, dos namorados, dos fuck-buddies, dos maridos, do preço da gasolina, dos amantes, dos desenhos animados que viam em criança, de pêlos, de depilações, de blogs, da net, de lingerie, de restaurantes, de i-pods e palm tops, dos pais, de correntes artísticas e estilos arquitectónicos, não se tratam por querida mas sim “miga”, "linda" ou “cabra :)”, falam no que almoçaram, falam de lésbicas, de paneleiros, de gatos, de futebol, dos jogadores, do quão fracas e tristes se sentem, de festas, de viagens, das conversas no messenger e milhares de outras coisas que agora não me recordo por não as ouvir ou por estar com os copos nesses momentos.

A sério, adorava ser lésbica e ter sempre assuntos para conversar. Mas não sou.

*Ao contrário do que vocês pensam, raramente se fala de roupas, sapatos, maquilhagem, vestidos de noiva e de gajas que não estejam presentes. Estes assuntos são apenas explorados quando deparamos com um exemplo excepcional.

6 comentários:

Anónimo disse...

o texto a italico e' alguma piada antes do fdsemana?!?!


Sf

Anónimo disse...

correcção: o ultimo texto a italico!


Sf

Xena disse...

pois...acredito que é bem mais confortável para os homens continuarem a pensar que falamos apenas de roupas e sapatos... hehehehe

Barba Ruiva disse...

o que são os "Fás"?...


Qual a diferença entre fuck-buddie e amante?...

Chouriça disse...

Sem querer meter a foice em seara alheia...

No universo masculino, uma fuck-buddie será o que se designa comum-mente entre homens por "pito" (como na expressão "bonito bonito, são os colhões a bater no pito"). É guilt-free sex e pode ser considerada uma dádiva para a maioria dos homens que só os querem "descarregar". Presumo que do ponto de vista das mulheres seja definido como "margalho" ou "vara de enconar" ou qualquer coisa parecida. Os fuck-buddies são usados por mulheres que precisam que as "encham" (opostamente ao "descarregar" masculino...isto do sexo também tem algo de cristão. Dar e receber, e tal...)


Já no caso do(a) amante, para os homens significa uma mulher que caso não fosse ele (o homem) estar empregado na empresa do sogro dava imediatamente um chuto na esposa para ficar com ela (a amante).

Para as mulheres, é um frustrado que tem de as aturar para poder dar um fudanço de vez em quando. Normalmente o amante masculino tem menos posses que o marido. Caso contrário, era ELE o marido.

Barba Ruiva disse...

hum... sim... mas continuo sem lhes reconhecer grande diferença...

concluindo, é a parte do guilt-free não é?...