quinta-feira, julho 20, 2006

O outro lado dos provérbios

Grão a grão, acabas de almoçar lá para as 4 da tarde.
Guardado está o bocado, até que apodreça. Depois é para o lixo.
A galinha da vizinha, tá com gripe.
Gaivotas em terra, cagaram-me o carro que deixei estacionado à beira-mar.
Quem pode, pode, quem não pode, tá fodido.
O pássaro madrugador, morreu com um tiro do caçador madrugador.
Não deixes para amanhã o que me podes fazer hoje porque amanhã regressa a minha mulher.
"Pão pão, queijo queijo", disse o gago.

1 comentário:

ana disse...

"a cão molhado, trinca-lhe a porta!"