segunda-feira, julho 24, 2006

Praia

Este sábado fui "praiar" (acto de ir à praia), cheguei cedo para evitar confusões, apertos e dificuldades em estacionar, para além de ter uma criança, que não convêm apanhar sol a partir das 11 horas.
Cheguei antes do "nadador salva-vidas", que mal chegou colocou a bandeira amarela, visto que a maré estava a encher e a puxar para fora.
Quando fui me banhar às águas do Atlantico, dei um megulho, senti o mar puxar-me para fora de pé, e pensei:
- Ora se eu não posso nadar com a bandeira amarela, como me safo desta?
Mergulhei outra vez e nadei de baixo de água até ter pé.

É que a vida está cara e não me apetece pagar multas.

1 comentário:

johnsky disse...

scuba gnu!! essa nao me tinhas contado... metes-te em aventuras é o que dá! aquele mar nao é pra brincadeiras!!