terça-feira, setembro 20, 2005

ODEnte



O estomatologista mau
na boca me foi mexer,
pois o dente siso
me estava a doer

Com uma injecção
disse que nada mais doia,
enquanto o cabrão
do dente me fodia

"Não doi nada
é num estantinho",
Diz o estomatologista mauzão
aproximando-se devagarinho

Com alicate na mão
e contente da vida,
agarra o cabrão
e este nem trepida

De tanto esforço fazer
para o dente tirar,
já sinto a cara a doer
e o suor a pingar

Lá saiu o cabrão
deste já me livrei,
o chão estão a limpar
de tanto que eu sangrei

Sem dente eu fiquei
com dores ainda estou,
com o maxilar a doer
para casa eu vou

5 comentários:

ambrozote disse...

a melhor e a mais rápida das recuperações dentárias. abraço solidário.

nokas disse...

Babaloud, bem te podes queixar
ir ao dentista é tortura matreira
sentir a gengiva a sangrar
e o guito a voar da carteira!!
:D
As melhoras!!Muitos beijinhos da (ausente mas sp atenta) Nokas

ambrozote disse...

já vi que temos parelha de poetas na blogosfera.
Não te sabia com dotes de poetisa, Nokas. E logo sobre a difícil area ondontológica.

Visitante X disse...

Agora sem siso, ainda menos juízo...
Quando a gengiva não sangrar,
Aí a dôr vai passar!

babaloud disse...

obrigado pelo apoio.
Ontem, quarta feira, fui de "charola" para casa cheio de dores.
Hoje um pouco melhor, vou esforçar-me para trabalhar e ao entardeçer ir ao dentista mau da-lhe um correctivo.