terça-feira, maio 10, 2005

Ode á sanita

Em manhãs de diarreia,
em manhãs de muito cagar,
fico com cerâmica nas unhas
te tanto a sanita agarrar

Com sanita tão cheia
de merda até cima,
este ano vou cagar
até ao fim da vindima

A sanita já enchi
o bidé espero encher,
com tanto que eu comi
não sei que á merda fazer

Já sem no estomago ter dores
com a tripa bem vazia,
não aguento os odores
e fico de novo com azia

Com o jantar já dissolvido
com toda a merda cagada,
limpo o cu ao papel
e vejo que fiz borrada

Cagalhões no chão existem
bufas no ar libertei,
tenho desta sanita fugir
tanta é a merda que caguei

Com o piaçaba encardido
a sanita tento limpar,
enquanto puxo as cuecas
sinto algo a molhar

Depressa me apercebo
da merda que fui fazer,
até a porra das cuecas
a pila teve de benzer

Aroma asqueroso me segue
e chateado me ausento,
com mancha comprometedora
de certeza que não me sento

A cadeira já sujei
na sala mal se pode estar,
o cheiro a mijo é intenso
as calças vou ter que tirar

Toda a gente se ri
não sei com que razão,
para as cuecas olho
e de lá espreita um colhão

Envergonhado estou
decido para casa ir ,
tão chateado estou
só me apetece é GANIR!!!

5 comentários:

ambrozote disse...

Que inspiração! Que talento! Que merda tão grande! Manuel Alegre, põe-te a pau! Se este bost não gerar um churrilho de comentários, não sei o que o poderá fazer.

Barba Ruiva disse...

Veio (à tona) na sequência do post anterior?...

Anónimo disse...

Na sequência d1 post sobre o fcp acho até bastante apropreado he,he,he

babaloud disse...

Espero, uma vez por semana
um "bost" publicar
com muita merda rimada
e com gente a comentar

De Bocage barrigudo
espero ser conhecido
nesta pagina maldita
não ser incompreendido

Anónimo disse...

Acho que temos mais um talento em portugale,ah,enganei-me,Portugale,..e num sabia, é dessa inspiração que precisamos para acordar o cagalhão que há em Portugal.