quinta-feira, abril 06, 2006

La revanche del pato

Já entediado o pato enfezado, sentiu-se rebaixado depois de sodomizado.
Enquanto fornicado por um zulu endiabrado, vai gritando de cu espetado:
-Quero isso bem fornicado!! Estou aqui de rabo alçado e não me sinto bem empalado. Que fado o meu!!! O de ser mal papado!

Mas tudo mudou quando o pato sodomizado, quis saber quem o sodomizou.
-Allô!Allô! Acho que quem o sodomizou foi um amigo do seu avô!
O pato marreco depressa voou, e de rabo alçado dos ceus cagou
Cá em baixo passava um zulu disfarçado e lá bem do alto o pato lhe acertou

O pato doutorado sente-se aliviado por ter cagado em cima do zulu endiabrado.
-Fui gozado, mal sodomizado e já fui informado que tenho o direito a ser bem papado. Sinto-me vingado!- disse o pato irado de pelo iriçado e em jeito de comunicado - Muito obrigado vou para perto do meu amado!
Voando em seguida de rabo sarado para perto dum gato malhado.

2 comentários:

nokas disse...

que poema tao bem esgalhado, este do pato sodomizado. :)

babaloud disse...

obrigado!!!
Pela critica, pela visita e pelo comentário que bem andamos necessitados.